sexta-feira, 15 de janeiroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Você continua apoiando Bolsonaro neste mês de Julho?

Você continua apoiando Bolsonaro neste mês de Julho?

No 22 de Maio, o vídeo polêmico da reunião ministerial com Bolsonaro foi liberado pelo Ministro do STF Celso de Mello.

A reunião ocorrida em 22 de abril foi citada pelo ex-ministro da Justiça Sérgio Moro em depoimento sobre suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

A reunião era privada e Bolsonaro já disse que a total responsabilidade pelos conteúdos falados no vídeo é do Ministro Celso de Mello, que liberou na íntegra o vídeo, e não apenas o trecho onde era necessário.

Esta reunião acabou causando muita polêmica na imprensa, mas ao mesmo tempo muito apoio ao Presidente Bolsonaro.

Relatos no Twitter de que até esquerdistas apoiaram o Presidente, pois viram que ele realmente é autêntico até mesmo em uma reunião privada.

O Brasil atualmente está passando por uma crise sem precedentes, com a saúde e economia em colapso.

Nunca na história desse país vimos uma pandemia de tamanha magnitude, onde toda a população é afetada com as medidas impostas pelos Governadores, de fechar todo o comércio e impedir o povo de trabalhar.

Após a decisão do STF em deixar a responsabilidade para os prefeitos e governadores, muitos políticos passaram a mostrar os seus lados ditadores e a desrespeitar completamente o que Bolsonaro fala.

Aconteceu também recentemente a polêmica com o Inquérito das Fake-News, orquestrada pelo Ministro Alexandre de Moraes, o qual mandou apreender computadores e celulares de 29 pessoas influentes nas redes sociais que apoiam o Presidente Bolsonaro.

Foi um pequeno indício de censura que põe em risco a Liberdade de Expressão, mas o Presidente Bolsonaro já disse que não permitirá que isso aconteça novamente.

Além de todas essas questões mencionadas acima, neste final de Maio/início de Junho começaram badernas pelo Brasil disfarçadas de protesto, no qual “manifestantes” vestidos de preto (black blocs) começaram a apedrejar vitrines, lojas, bater em cidadãos de bem e causar o caos em algumas cidades, começando por São Paulo.

Esses atos foram chamados pela imprensa de “atos pró-democracia” sendo que justamente o que eles fazem é um fascismo contra qualquer um que se opõe à eles.

A SUA OPINIÃO

Nós queremos saber a sua opinião: você continua apoiando o Presidente Bolsonaro neste mês de Julho?

Participe abaixo:

Compartilhe!