segunda-feira, 18 de outubroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
A casa caiu: Flordelis é presa no Rio de Janeiro por determinação da Justiça; acompanhe!

A casa caiu: Flordelis é presa no Rio de Janeiro por determinação da Justiça; acompanhe!

Na última Quarta-feira, 11 de Agosto, a Deputada Federal Flordelis teve seu mandato cassado em votação no plenário da Câmara dos Deputados.

Por 437 votos favoráveis, o plenário decidiu pela cassação do mandato da parlamentar.

Votos contrários foram 7 e 12 abstenções.

Em pouco menos de 48h da sua cassação, a Justiça decretou a prisão de Flordelis. A decisão foi feita pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói.

A ex-deputada anunciou em suas redes sociais que seria presa e pediu oração aos internautas:

“Olá gente, chegou o dia que ninguém desejaria chegar. Estou indo presa por algo que eu não fiz, por algo que eu não pratiquei. Eu não sei para quê, mas estou indo com força e com a força de vocês. Orem por mim. Orem, orem. Uma corrente de oração na internet. Busquem a deus, está bom? Um beijo, amo vocês.”

Assista abaixo ao vídeo:

Flordelis é acusada de ser mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson de Carmo. O crime aconteceu no dia 16 de Junho de 2019 e Anderson foi morto a tiros na casa da família, em Niterói (RJ).

Apesar de negar as acusações, Flordelis não conseguiu provar sua inocência e todos os indícios apontam para que a autoria do crime seja dela.

Segundo relatório do deputado Alexandre Leixe, Flordelis tentou usar o mandato para cooptar um de seus filhos para assumir a autoria do crime, era a única da família com recursos para comprar a arma e também teria abusado de prerrogativas parlamentares. Sete filhos da deputada foram presos acusados de envolvimento no caso.

Uma vez que perdeu a imunidade parlamentar, agora Flordelis pôde ser presa.

Em Maio deste ano, a Justiça decidiu que Flordelis e mais nove acusados pela morte do pastor vão a júri popular. A data ainda não foi definida.

Fonte: Pleno News

Compartilhe!

Este conteúdo está protegido contra plágio.