quarta-feira, 29 de setembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Ação de Luís Roberto Barroso pode obrigar Bolsonaro a depor no TSE e deixá-lo inelegível

Ação de Luís Roberto Barroso pode obrigar Bolsonaro a depor no TSE e deixá-lo inelegível

Conforme noticiamos, a última live do Presidente da República Jair Bolsonaro, que foi realizada na última Quinta-feira, 29 de Julho, trouxe à tona muitos questionamentos sobre as urnas eletrônicas e também levantou possibilidades de uma suposta fraude eleitoral.

A transmissão gerou muita repercussão e levantou o povo a se mobilizar pelo voto impresso auditável, que está em discussão na Câmara dos Deputados.

No último Domingo, 1 de Agosto, milhões de brasileiros foram às ruas para se manifestar de forma favorável ao voto impresso, medida que pode trazer mais transparência na auditagem dos votos.

Entretanto, iniciou-se um embate entre o Presidente Bolsonaro e o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Roberto Barroso, que bate de frente contra Bolsonaro acerca deste assunto e garante que as urnas são confiáveis.

Barroso, através do TSE, pretende chamar o Chefe do Executivo para depor sobre suas declarações na live. Conforme noticiamos, o TSE enviou requerimento para o Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo para enquadrar Bolsonaro no inquérito das fake news, que é da relatoria do Ministro Alexandre de Moraes.

Caso o inquérito prossiga, é possível até que Bolsonaro torne-se inelegível.

Os argumentos para colocar Bolsonaro na mira deste inquérito é de que suas declarações na live são notícias falsas (fake news), e também pelas falas recentes do Presidente de que as eleições de 2022 podem não ocorrer caso não haja a aprovação do voto impresso auditável.

Fonte: Pleno News

Compartilhe!

Este conteúdo está protegido contra plágio.