sexta-feira, 4 de dezembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Advogado de Lula é alvo de investigação da Polícia Federal na Operação Lava Jato

Advogado de Lula é alvo de investigação da Polícia Federal na Operação Lava Jato


Nesta Quarta-feira, 9 de Setembro, alguns escritórios de advocacia em São Paulo e Rio de Janeiro foram alvos de investigação da Polícia Federal.

A operação se chama E$quema S e é um desdobramento da Operação Lava Jato, e visa investigar supostos desvios de R$150 milhões do Sesc e Senac do Rio de Janeiro.

O ex-presidente da Fecomércio, Orlando Diniz, prestou depoimento em delação premiada, e segundo ele estão envolvidos no esquema o advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin, e Frederick Wassef, ex-advogado do Senador Flávio Bolsonaro.

A investigação conta com 50 mandados de busca e apreensão em diversos endereços, além dos mencionados acima.

Além disso, o escritório de Ana Tereza Basílio também está na mira da PF. Ela é apontada como uma das chefes do esquema, que supostamente gerenciava propinas a agentes públicos, conforme o portal G1.

Segundo a Justiça, também fazem parte da organização criminosa os advogados Marcelo Almeida, Roberto Teixeira, Fernando Hargreaves, Vladimir Spíndola e José Roberto Sampaio.

Eduardo Martins, filho do atual Presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto, foi implicado pela PF. Da mesma forma, o ex-governador Sérgio Cabral e sua esposa, Adriana Ancelmo.

Na delação de Orlando Diniz, o delator também disse que teria sido fechado um contrato de R$120 mil com um aliado do Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, por um serviço que não foi executado. O pagamento teria sido repassado a Felipe Santa Cruz para que ele usasse em sua campanha à OAB do Rio de Janeiro.

Fonte: Revista Oeste