domingo, 20 de junhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Até um partido de esquerda acha absurda decisão do STF em obrigar vacinação

Até um partido de esquerda acha absurda decisão do STF em obrigar vacinação

Sabemos que as coisas estão estranhas quando esquerda e direita concordam no mesmo assunto.

Foi o que aconteceu nesta Sexta-feira, 18 de Dezembro, em artigo publicado pelo Partido da Causa Operária (PCO).

Conforme noticiamos ontem, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que os Estados e Municípios tenham liberdade em decidir se a vacinação será obrigatória ou não, liberando inclusive que hajam restrições à população caso recusem a tomar o imunizante, como impedir de viajar ou frequentar locais, por exemplo.

Tal decisão foi amplamente criticada pela população, que mais uma vez viu como a Suprema Corte brasileira não está respeitando os outros poderes. O Presidente da República Jair Bolsonaro já repetiu inúmeras vezes que a vacinação seria facultativa, entretanto o Poder Judiciário pouco se importa com a decisão do Presidente.

Na publicação do PCO intitulada “Vacina obrigatória: um devaneio autoritário e fascista do STF“, o partido esquerdista critica fortemente a decisão do Supremo, dizendo que é uma ditadura esta ação:

“Privar a pessoa de alguns direitos por não se vacinar, seja de ir a escola, de usar o transporte público, de receber um benefício do governo, de usar o SUS, de ter emprego público, não tem diferenças de princípio de obrigá-la forçosamente a vacinar-se, é apenas menos agressivo.

No caso específico da vacina temos que nos perguntar, é necessário instituir uma ditadura para vacinar a população e acabar com a pandemia? Não, não é.”

Concluíram a publicação dizendo que é uma “aberração jurídica”:

“A decisão do STF é uma aberração jurídica, o apoio de setores da esquerda a ela é uma aberração política. O fato de que a decisão do STF não é uma busca pelo bem comum mas parte de guerra de quadrilhas, com fortes interesses econômicos e políticos, torna também a posição de setores da esquerda o cúmulo do seguidismo e da ingenuidade.”

Fonte: Partido da Causa Operária

Compartilhe!