segunda-feira, 1 de marçoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Bolsonaro comemora o tratamento com a Hidroxicloroquina e diz que está bem

Bolsonaro comemora o tratamento com a Hidroxicloroquina e diz que está bem

O Presidente Jair Bolsonaro tem sido alvo de diversos ataques desde que foi diagnosticado com o COVID-19, no início da semana.

Desde comemorações da sua oposição no Twitter, a publicação na Folha de São Paulo desejando sua morte e também críticas de Rodrigo Maia e João Doria, o Presidente da República está passando por um momento difícil.

Apesar de estar com a doença, o Chefe do Executivo já afirmou nas redes sociais que viverá ainda muito tempo.

Como faz semanalmente nas quintas-feiras, Jair Bolsonaro não abriu mão de fazer a sua live no Facebook e comentou sobre o seu estado de saúde e o tratamento com a Hidroxicloroquina:

“Tomei um comprimido da cloroquina, é um direito meu. Devidamente orientado pelo médico. Logo depois fiz um exame, por volta de 18h na segunda-feira. E na madrugada de terça-feira tomei mais um comprimido de hidroxicloroquina e logo depois chegou a confirmação de que eu estava contaminado”

Continuou, dizendo:

“Na terça-feira, 17h, eu tomei mais um comprido. E a partir dali, os dias consecutivos, tomei comprimidos. E amanhã tomarei mais um. E deixo bem claro, é um testemunho meu, como o doutor Kalil falou em São Paulo lá atrás, ele foi acometido pelo vírus e falou que tomou, por ocasião do seu tratamento, a hidroxicloroquina. E eu tomei e deu certo. Estou muito bem, graças a Deus.”

E ainda deixou um recado para aqueles que torcem contra o medicamento:

“Aqueles que criticam, pelo menos apresentam uma alternativa (…) No meu caso, deu certo. Não estou ganhando nada com isso, não estou fazendo propaganda da hidroxicloroquina (…) Eu dou meu testemunho. Sabemos que nenhum desses remédios têm comprovação científica (…) Mas temos relatos de centenas de médicos no Brasil e centenas de pessoas que foram tratadas e deu certo. Quem não quiser tomar que não tome, mas não fiquem querendo proibir as pessoas que queiram.”

Fonte: Pleno News

Compartilhe!