quarta-feira, 21 de abrilAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Bolsonaro deixa bem claro que a vacina chinesa não será comprada; veja repercussão

Bolsonaro deixa bem claro que a vacina chinesa não será comprada; veja repercussão

Na tarde desta Terça-feira, 20 de Outubro, o Ministério da Saúde anunciou a intenção de compra de 46 milhões de unidades da vacina chinesa CoronaVac.

Quem havia demonstrado o interesse nesta vacina é o Governador de São Paulo João Doria, que inclusive já falou que no Estado será obrigatória a vacinação, e quem não tomar será punido com medidas legais.

“Reforço contra a #Covid19. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou hoje (20) a assinatura de protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da Vacina Butantan – Sinovac/Covid-19, em desenvolvimento pelo @butantanoficial – publicou o Ministério da Saúde em seus canais oficiais.

O Ministro Pazuello conversou com os 27 governadores e disse que a vacina seria entregue através do Programa Nacional de Imunizações, o PNI:

“Temos a expertise de todos os processos que envolvem esta logística, conquistada ao longo de 47 anos de Programa Nacional de Imunizações. As vacinas contra a #COVID19 vão chegar aos brasileiros de todos os estados”.

Entretanto, imediatamente após a divulgação da notícia, muitos brasileiros criticaram a decisão do Ministro da Saúde e fizeram críticas nas redes sociais.

Conforme divulgado em matéria do Poder 360, algumas pessoas comentaram em publicações do Presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais, e o mesmo respondeu dizendo que a vacina “NÃO SERÁ COMPRADA”:

Outro usuário disse que se sentiu traído com a decisão de Pazuello:

Fonte: Poder 360

Compartilhe!