quinta-feira, 22 de abrilAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Diretor do Instituto Butantan critica Bolsonaro e fala para ele ter “dignidade”

Diretor do Instituto Butantan critica Bolsonaro e fala para ele ter “dignidade”

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, fez uma crítica ao Presidente da República Jair Bolsonaro, pedindo para ele defender a CoronaVac.

Na manhã da última Segunda-feira, 18 de Janeiro, o Presidente Jair Bolsonaro falou que a vacina é do Brasil e não é de nenhum governador. No caso, ele referiu-se ao Governador de São Paulo, João Doria, que fez questão de estar na foto da primeira vacina aplicada:

“Apesar da vacina…Apesar, não. A Anvisa aprovou, não tem o que discutir mais. Agora, havendo disponibilidade no mercado, a gente vai comprar e vai atrás de contratos que fizemos também, que era para ter chegado aqui”, afirmou o presidente.

Completou dizendo:

“Então, está liberada a aplicação no Brasil. E a vacina é do Brasil, não é de nenhum governador, não”, disse Bolsonaro.

Sobre a crítica do diretor do Butantan, Dimas Covas cobrou que o Ministério das Relações Exteriores articule-se para viabilizar insumos para a fabricação do imunizante no Brasil, e aproveitou para criticar Bolsonaro:

“Que o nosso presidente tenha a dignidade de defendê-la e de solicitar, inclusive, apoio, de seu Ministério de Relações Exteriores na conversa com o governo da China. É o que nós esperamos”, declarou Covas em evento em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, na terça-feira 19.

O princípio componente deste imunizante é importado da China e o Brasil tem enfrentado dificuldade para a aquisição. Até mesmo Rodrigo Maia está tentando intervir e tentar ajudar o Governo de São Paulo nas conversas com a China.

Fonte: Revista Oeste

Compartilhe!