sexta-feira, 15 de janeiroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Doria desconta valor do salário de aposentados e gera revolta; idosa solta o verbo em vídeo

Doria desconta valor do salário de aposentados e gera revolta; idosa solta o verbo em vídeo

Comentamos aqui no site em Agosto sobre uma proposta do Governo do Estado de São Paulo, proposto pelo Governador João Doria, de demitir idosos por serem considerados “inválidos”.

Segundo texto do Diário Oficial, publicado em 13 de Agosto, diz que servidores estáveis, de grande maioria os que já são idosos e aposentados, trabalham “com dificuldade ou sem interesse, desestimulando os demais servidores que desempenham suas atividades na Administração Direta, Indireta e Autárquica.”

Os cortes atingem 5.600 funcionários públicos contratados pela CLT até 1983, mas há previsão de um plano de demissão voluntária.

“Esses servidores já preencheram os requisitos da aposentadoria e a maioria é aposentada pelo Instituto Nacional de Seguridade Social – INSS. Embora continuem a exercer suas atividades profissionais, o fazem com dificuldade ou sem interesse, desestimulando os demais servidores que desempenham suas atividades na Administração Direta, Indireta e Autárquica” – diz o texto.

Visando uma economia de R$50 milhões por mês, “não requerem desligamento, em razão de dificuldades financeiras e receio de demora em eventual reinserção no mercado de trabalho”.

A saída deles da administração pública possibilitaria “a renovação do quadro com aqueles que possuem ânimo de permanência”, diz o texto.

Um vídeo que viralizou nas redes sociais nesta Quarta-feira, 9 de Dezembro, mostra uma idosa revoltada com uma outra situação que está acontecendo.

O Governo do Estado está acionando um mecanismo contra a folha de pagamento de inativos que desconta uma boa parcela do salário dos aposentados.

Conforme compartilhado pelo jornalista Allan dos Santos, a medida só poderia ser usada se os cofres do governo paulista estivessem em crise. Entretanto, o próprio João Dória usou caixa indevido para fazer contratos milionários com empresas chinesas durante a pandemia.

Assista abaixo ao vídeo:

Fonte: Allan dos Santos (via Twitter)

Compartilhe!