quinta-feira, 29 de julhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Doria usa vacina para se promover e Ministro Pazuello diz que ele agiu em desacordo com a Lei

Doria usa vacina para se promover e Ministro Pazuello diz que ele agiu em desacordo com a Lei

Comentamos ontem sobre a coletiva de imprensa concedida pelo Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

O Chefe da Pasta informou que nesta Segunda-feira, 18 de Janeiro, serão distribuídas aos Estados as vacinas CoronaVac e Oxford, que foram liberadas para uso emergencial.

Entretanto, o Governador de São Paulo, João Doria, aproveitou a ocasião para fazer um autopromoção, já que desde o início ele sempre foi o grande defensor da CoronaVac, que é desenvolvida pelo Instituto Butantan juntamente com o laboratório chinês Sinovac.

Em estratégia de marketing, o Governador fez um evento “celebrando” a primeira pessoa a ser vacinada:

E em ato de “choro”, que gerou muitos memes, o Governador bancou o “herói” nacional. Conforme publicado pelo usuário @henriolliveira_, esta foi uma cena politiqueira:

“Poucas vezes vi uma cena tão patética e politiqueira como DÓRIA fingindo choro. Interessante que foi justamente esta a foto enviada para a imprensa. “Coincidência”, né?! Demagogia? Politicagem? Marketing barato? Não, quê isso… Imagina…”

O Ministro Eduardo Pazuello se manifestou sobre o ato de Doria:

“Poderíamos num ato simbólico ou numa jogada de marketing iniciar a primeira dose em uma pessoa, mas em respeito a todos os governadores, prefeitos e todos os brasileiros, o Ministério da Saúde não fará isso”, acrescentou o ministro. Ele afirmou que a aplicação da primeira dose da vacina em São Paulo é “uma questão jurídica” e está “em desacordo com a lei”.

Fonte: Gazeta Brasil

Compartilhe!