terça-feira, 24 de novembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Em crítica a Bolsonaro, Ministro Edson Fachin diz que há um “projeto autoritário” para 2022

Em crítica a Bolsonaro, Ministro Edson Fachin diz que há um “projeto autoritário” para 2022


Já comentamos aqui sobre os Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) que estão em sincronismo quando se trata de criticar o Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Na última semana, no 26 de Agosto, o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Ministro do STF, Luís Roberto Barroso, participou de live promovida pela Fundação FHC e soltou fortes acusações contra o Presidente da República Jair Bolsonaro:

“Temos um presidente que defende a ditadura e a tortura e ninguém jamais considerou alguma solução diferente do respeito à igualdade constitucional”.

Desta vez, o Ministro Edson Fachin fez alguns comentários indiretos ao Presidente Bolsonaro durante live promovida pela Universidade Federal do Paraná, dizendo que há um “projeto autoritário” para as próximas eleições:

“A sociedade brasileira precisa se preparar para fazer uma escolha entre essas duas agendas e esses dois projetos. E isso se dará em 2022.”

Para o ministro, a agenda que se opõe ao que ele chama de campo democrático é “uma agenda em raízes de elogio à ditadura civil-militar. Portanto, de mentes autoritárias, de menosprezo à democracia, a questões vitais, como meio ambiente, povos indígenas, quilombolas”.

Ainda disse que a “agenda”, no caso o Bolsonaro ofende a imprensa e busca o controle da educação:

“Ofende a imprensa, escolhe inimigos externos e busca, entre outras coisas, o controle da educação e do ensino”

Fonte: Revista Oeste