quarta-feira, 29 de setembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Em discurso, Wilson Witzel defende Lula e diz que vai lutar contra injustiça

Em discurso, Wilson Witzel defende Lula e diz que vai lutar contra injustiça

Noticiamos na manhã deste 28 de Agosto que o Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi afastado temporariamente do cargo após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O político responde a três inquéritos no STJ, sendo dois abertos por solicitação da Procuradoria-Geral da República. Um deles apura envolvimento em desvios de recursos destinados à luta contra a Covid-19.

Além disso, está sendo levado em consideração o pedido de impeachment do governador, que está em processo na ALERJ – Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

A ordem de afastamento decorre das investigações da Operação Placebo, deflagrada em maio deste ano, e da delação premiada do ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos. Pelo mesmo motivo foi preso o presidente do Partido Social Cristão, o Pastor Everaldo.

Wilson Witzel fez um discurso para a imprensa, e disse que não é contra o Lula, e que a injustiça precisar acabar:

“Eu não sou a favor de Lula, e nem contra Lula. Mas o STF tá chegando a conclusão de que infelizmente o Ministro Sérgio Moro foi parcial. E com essa decisão, o Ministro Fachin foi muito claro, evitou-se que o ex-presidente Lula disputasse a Presidência da República”.

Em outro trecho do discurso, Witzel diz que “isso não pode continuar acontecendo”, em relação à prisão do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, que foi preso por corrupção e que agora responde em liberdade.

“Vários são os casos, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, preso três meses… Isso não pode continuar acontecendo na democracia brasileira. E é contra isso que vou lutar, contra a injustiça”.

Fonte: Carlos Jordy (via Twitter)

Compartilhe!

Este conteúdo está protegido contra plágio.