quinta-feira, 25 de fevereiroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Em momento raro, Ministro do STF elogia Bolsonaro: “ele vem atuando como se deve atuar”

Em momento raro, Ministro do STF elogia Bolsonaro: “ele vem atuando como se deve atuar”

Comentamos ontem sobre mais um episódio onde um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) critica o Presidente Jair Bolsonaro, e evidentemente, gera polêmica nas redes sociais.

Em live promovida pela Fundação FHC ocorrida neste Quarta-Feira, 26 de Agosto, o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Ministro do STF, Luís Roberto Barroso, soltou fortes acusações contra o Presidente da República Jair Bolsonaro:

“Temos um presidente que defende a ditadura e a tortura e ninguém jamais considerou alguma solução diferente do respeito à igualdade constitucional”.

O Ministro também disse que declarações elogiosas à ditadura militar são manifestações autoritárias do governo, algo que a sociedade é contra:

“Em face de manifestações autoritárias, tanto pelo presidente ou por pessoas próximas a ele, inclusive evocando a época da ditadura militar, a sociedade civil reagiu a isto com vigor, condenando os ataques às instituições e levando os autores destes ataques a retirarem-nos. Ou seja, a reação brasileira àquilo que ela viu como ameaças, nem que apenas retóricas, levou a reações muito vigorosas”.

Nem é preciso dizer a repercussão que isso gerou nas redes sociais. Inclusive, o jornalista Guilherme Fiuza, da Jovem Pan, disse que Barroso é um “palhaço, um mentiroso”, durante o programa “Os Pingos Nos Is”. A hashtag #BarrosoPalhaço até chegou a ficar entre as hashtags mais comentadas do Twitter nesta Quinta-Feira, 27.

Já em contrapartida, o seu colega de trabalho, o Ministro Marco Aurélio Mello, fez elogios ao Presidente Bolsonaro em entrevista ao José Luiz Datena, da Bandeirantes:

“O passado dele, o que ele disse da tribuna da Câmara, evidentemente não se confunde em si com a atuação como chefe do Executivo Nacional. A meu ver, ele vem atuando como se deve atuar. Temos que ver com bons olhos a direção do país”, afirmou Marco Aurélio.

Além disso, o Ministro disse que não é hora de se pensar em impeachment e é para deixar o presidente trabalhar:

“Evidentemente, não é o melhor para o Brasil. Toda vez que se tira do cargo um presidente a repercussão internacional é a pior possível. É preciso deixar o presidente trabalhar”

Fonte: Band Jornalismo (via Twitter)

Compartilhe!