quinta-feira, 21 de outubroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Em resposta a Doria, Presidente Bolsonaro deixa claro que a vacina será gratuita e não-obrigatória

Em resposta a Doria, Presidente Bolsonaro deixa claro que a vacina será gratuita e não-obrigatória

Conforme já comentamos aqui no site, o Governador do Estado de São Paulo, João Doria, tornou-se praticamente o porta-voz da China no Brasil e quer implementar o uso da vacina chinesa Coronavac à todo custo.

Em reunião ocorrido entre o Ministro da Saúde Eduardo Pazuello e governadores nesta Terça-feira, 8 de Dezembro, Doria questionou o Ministro se a Coronavac será adicionado ao Plano Nacional de Vacinação.

Como resposta, Pazuello foi enfático:

“Já falei para todos os governadores: a vacina do Butantan não é do estado de São Paulo, é do Butantan. Não sei porque o senhor fala tanto como se fosse do estado. Ela é do Butantan. É a maior fabricante de vacina do nosso país. E é respeitado por isso. O Butantan, quando concluir o seu trabalho e tiver com a vacina registrada, nós avaliaremos a demanda e, se houver preço, vamos comprar. Os registros são de cartório e havia uma demanda, havendo preço, todas as condições serão de nossa compra”.

Além disso, o Presidente da República Jair Bolsonaro se manifestou através das redes sociais nesta tarde sobre a vacinação, afirmando que será disponibilizada de forma gratuita e voluntária após comprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária):

“O Brasil disponibilizará vacinas de forma gratuita e voluntária após COMPROVADA EFICÁCIA E REGISTRO NA ANVISA. Vamos proteger a população respeitando sua liberdade, e não usá-la para fins políticos, colocando sua saúde em risco por conta de projetos pessoais de poder.”

Fonte: Jair Bolsonaro (via Twitter)

Compartilhe!

Este conteúdo está protegido contra plágio.