segunda-feira, 18 de outubroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
General Girão sobre decisão de Bolsonaro: “Será a última tratativa, dentro das 4 linhas”

General Girão sobre decisão de Bolsonaro: “Será a última tratativa, dentro das 4 linhas”

Conforme noticiamos, na manhã deste dia 14 de Agosto o Brasil acordou com uma publicação do Presidente da República Jair Bolsonaro que impactou o cenário político brasileiro.

Segundo o mandatário, na próxima semana ele irá ao Senado solicitar ao Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a instauração do Artigo 52 da Constituição Federal.

Na publicação, Bolsonaro diz que os Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso “extrapolam com atos os limites constitucionais”.

Leia abaixo a publicação completa do Presidente:

“Todos sabem das consequências, internas e externas, de uma ruptura institucional, a qual não provocamos ou desejamos.

De há muito, os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, extrapolam com atos os limites constitucionais.

Na próxima semana, levarei ao Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, um pedido para que instaure um processo sobre ambos, de acordo com o art. 52 da Constituição Federal.

Lembro que, por ocasião de sua sabatina no Senado, o Sr. Alexandre de Moraes declarou: “reafirmo minha independência, meu compromisso com a Constituição, e minha devoção com as LIBERDADES INDIVIDUAIS.”

O povo brasileiro não aceitará passivamente que direitos e garantias fundamentais (art. 5° da CF), como o da liberdade de expressão, continuem a ser violados e punidos com prisões arbitrárias, justamente por quem deveria defendê-los.”

O assunto gerou muita repercussão nas redes sociais, com jornalistas da imprensa tradicional e oposição acusando Bolsonaro de querer uma ruptura entre os Poderes, do outro lado os apoiadores do Presidente estão ao seu lado querendo que o Artigo 52 seja efetivado.

O General da Reserva do Exército Brasileiro, Girão Monteiro, declarou em suas redes sociais que esta será a “última tratativa dentro das 4 linhas [da Constituição]”, dando a entender que o possível está sendo feito dentro da Constituição Federal.

Agora depende do Senado Federal, através de Rodrigo Pacheco, aceitar ou recusar o pedido do Presidente Bolsonaro.

Leia abaixo a declaração do General Girão:

Fonte: General Girão (via Twitter)

Compartilhe!

Este conteúdo está protegido contra plágio.