quarta-feira, 25 de novembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
General Heleno: “Não adianta querer derrubar o presidente”

General Heleno: “Não adianta querer derrubar o presidente”


O Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o General Augusto Heleno, saiu em defesa do Presidente Jair Bolsonaro após os ataques do Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso.

Ontem, 26 de Agosto, o Ministro Barroso participou de uma live promovida pela Fundação FHC e disse que Bolsonaro defende a ditadura e a tortura:

“Temos um presidente que defende a ditadura e a tortura e ninguém jamais considerou alguma solução diferente do respeito à igualdade constitucional”.

O Ministro também disse que declarações elogiosas à ditadura militar são manifestações autoritárias do governo:

“Em face de manifestações autoritárias, tanto pelo presidente ou por pessoas próximas a ele, inclusive evocando a época da ditadura militar, a sociedade civil reagiu a isto com vigor, condenando os ataques às instituições e levando os autores destes ataques a retirarem-nos. Ou seja, a reação brasileira àquilo que ela viu como ameaças, nem que apenas retóricas, levou a reações muito vigorosas”.

Interpelado sobre a declaração, o General Heleno afirmou lamentar e disse que há setores da sociedade que querem a queda do presidente:

“A gente lamenta uma declaração e não vamos encarar como provocação. A ideia é manter harmonia entre os poderes. Mas não adianta uma parte do país querer derrubar o presidente”, afirmou em entrevista à rádio Bandeirantes, na manhã desta quarta-feira, 27.

Além disso, o Ministro Heleno criticou parte da imprensa, que faz “tudo para piorar”, garantiu.

Fonte: Revista Oeste