segunda-feira, 26 de julhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Globo é processada pela Conmebol em R$600 milhões por rescisão da Libertadores

Globo é processada pela Conmebol em R$600 milhões por rescisão da Libertadores

Noticiamos aqui no início de Agosto que a Rede Globo havia sofrido uma derrota: por falta de verba, a emissora rescindiu o contrato com a Conmebol, instituição que licensiava a Copa Libertadores para a emissora.

Por meio de nota, a Globo disse que devido à crise causada pela pandemia ela tentou renegociar o contrato, mas preferiu rescindir:

Diante do cenário extremamente desafiador provocado pela crise econômica e potencializado pela pandemia de covid-19, a Globo vem fazendo uma revisão completa de seu portfólio de direitos. Nesse contexto, e tendo em vista a suspensão daquela competição por vários meses, a empresa tentou renegociar com a Conmebol o contrato da Libertadores, válido até 2022, mas infelizmente não houve acordo. Assim, não restou alternativa à Globo a não ser rescindir o contrato.

Entretanto, a Conmebol entrou com uma ação judicial contra a Globo e está pedindo uma indenização de 120 milhões de dólares, o equivalente a R$600 milhões.

Durante um encontro virtual com os clubes, o presidente da entidade, Alejandro Dominguez, disse aos dirigentes que já tinha iniciado ações legais contra a Globo e a DAZN pelos prejuízos pelos rompimentos de acordos.

“Pusemos à disposição das associações membros e os clubes cerca de US$ 95 milhões, em contexto de antecipação de prêmios de participação, ajuda para provas de laboratório e logística aérea para as viagens das equipes participantes. Isso foi feito apesar do forte golpe que significou a rescisão unilateral de contratos de transmissão de nossas partidas no território brasileiro por parte do grupo Globo e da empresa DAZN”, disse o dirigente, em relato do site da Conmebol.

Lembrando que em 2021 a emissora que transmitirá oficialmente os jogos da Libertadores será o SBT.

Fonte: Conexão Política

Compartilhe!