segunda-feira, 18 de outubroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Governadores de 13 Estados apresentam nota de apoio ao STF e ameaçam o uso de força policial

Governadores de 13 Estados apresentam nota de apoio ao STF e ameaçam o uso de força policial

Não é de hoje que alguns Governadores se consideram inimigos do Presidente da República Jair Bolsonaro. Desde que a pandemia teve início, aí é que as coisas se agravaram.

Em alguns Estados onde Bolsonaro fez as motociatas, teve Governador que até aplicou multa em Bolsonaro e em alguns que o acompanharam.

Desta vez, 14 Governadores (13 Estados + Distrito Federal) assinaram uma nota em apoio ao Supremo Tribunal Federal (STF), logo após o Chefe do Executivo ter anunciado que irá ao Senado para pedir o impeachment dos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

Segundo a nota, os Governadores manifestam solidariedade aos ministros em “face de constantes ameaças e agressões”.

Leia abaixo a íntegra da nota dos governadores:

Nota pública dos governadores em solidariedade ao Supremo Tribunal Federal

Os Governadores, que assinam ao final, manifestam a sua solidariedade ao Supremo Tribunal Federal, aos seus ministros e às suas famílias, em face de constantes ameaças e agressões.

O Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis.

No âmbito dos nossos Estados, tudo faremos para ajudar a preservar a dignidade e a integridade do Poder Judiciário.

Renovamos o chamamento à serenidade e à paz que a nossa Nação tanto necessita.

Brasília, 15 de agosto de 2021.

O Governador do Maranhão, Flavio Dino, disse em suas redes sociais que “não será por falta de proteção policial que vão acabar com independência do Judiciário no Brasil”:

“14 governadores assinam nota em defesa do Supremo Tribunal Federal, dos seus ministros e das suas famílias, diante de ameaças e agressões. Não será por falta de proteção policial que vão acabar com a independência do Judiciário no Brasil”, publicou Dino.

A nota é assinada pelos governadores:

  • Renan Filho (Alagoas)
  • Waldez Goés (Amapá)
  • Rui Costa (Bahia)
  • Camilo Santana (Ceará)
  • Ibaneis Rocha (Distrito Federal)
  • Renato Casagrande (Espírito Santo)
  • Flávio Dino (Maranhão)
  • João Azevedo (Paraíba)
  • Paulo Câmara (Pernambuco)
  • Wellington Dias (Piauí)
  • Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte)
  • Eduardo Leite (Rio Grande do Sul)
  • João Doria (São Paulo)
  • Belivaldo Chagas (Sergipe).

Fonte: Revista Oeste

Compartilhe!

Este conteúdo está protegido contra plágio.