domingo, 29 de novembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Hashtag #GloboLixo fica entre os assuntos mais comentados das redes sociais

Hashtag #GloboLixo fica entre os assuntos mais comentados das redes sociais


Na noite deste Domingo, 2 de Agosto, o programa “Fantástico”, da Rede Globo, exibiu uma reportagem que trouxe um conteúdo acusatório contra os aliados e apoiadores do Presidente Jair Bolsonaro.

O programa citou supostas ligações entre pessoas que tiveram as contas derrubadas pelo Facebook e membros da família Bolsonaro.

Conforme noticiamos, o Facebook encerrou recentemente diversas contas, perfis e páginas de pessoas próximas ao Presidente da República, e no último sábado a rede social atendeu ao pedido do Ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes para fechar outras contas de apoiadores do Bolsonaro.

Durante a matéria, a Globo citou os nomes de Tércio Tomaz, Paulo Eduardo Lopes, conhecido como “Paulo Chuchu”, Leonardo Barros e Vanessa Navarro.

Segundo o programa, os quatro fariam parte de uma rede de contas falsas na plataforma, suposição que foi refutada pelos acusados. Entre as alegadas contas falsas, estariam, segundo a matéria, perfis de veículos como Bolsonaro News, Brazilian Post e Notícias São Bernardo do Campo.

A defesa de tanto Paulo Eduardo Lopes quanto de Leonardo Rodrigues de Barros Neto disseram que não qualquer fundamento as acusações.

Já a defesa da assessora Vanessa Navarro classificou a exclusão da conta como “atentado à liberdade de expressão”.

Nas redes sociais, a Rede Globo recebeu uma chuva de críticas, com a #GloboLixo aparecendo entre os assuntos mais comentados na manhã desta Segunda-Feira, de 3 de Agosto.

Além disso, neste Domingo (2) o jornal O Globo fez uma matéria acusando perfis de apoiadores do Presidente Bolsonaro, deputados da base aliada e também veículos de notícia de direita como “contas robôs”:

Entretanto, o perfil Sleeping Giants Brasil, que entra em contato com marcas para boicotarem a publicação de anúncios em sites de direita, o jornal carioca alega ser legítimo.

Fonte: Pleno News