sexta-feira, 4 de dezembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
João Doria diz que se recusa a usar o medicamento que Bolsonaro usou para tratar a Covid

João Doria diz que se recusa a usar o medicamento que Bolsonaro usou para tratar a Covid


Conforme noticiamos neste última Quarta-Feira, 12 de Agosto, o Governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou em suas redes sociais que está com a COVID-19.

O Governador, que foi um dos principais críticos ao Presidente Jair Bolsonaro desde o início da pandemia, agora também foi diagnosticado com a doença.

Leia abaixo o que Doria publicou em suas redes sociais:

“Seguindo o princípio da total transparência com que temos lidado com a pandemia, informo que fui diagnosticado com Covid-19. Estou bem, sem sintomas. Seguirei trabalhando de casa, cumprindo as recomendações médicas de isolamento. Tenho fé em Deus que vou superar a doença”

Durante uma entrevista concedida à CNN Brasil, o Governador disse que não usará a cloroquina para o tratamento “de jeito nenhum”.

A Hidroxicloroquina é o medicamento que o Presidente Bolsonaro, a Primeira-Dama Michelle Bolsonaro e todos os ministros do Governo estão utilizando para a cura da doença. Embora não haja comprovação científica da eficácia do remédio, as pessoas que foram curadas podem falar por si mesmas que funciona.

Doria aproveitou a entrevista para dar aquela “alfinetada” em Bolsonaro:

“De jeito nenhum. Só tomo aquilo que os médicos recomendaram, não o que o presidente Bolsonaro recomenda. E os médicos não me recomendam cloroquina. Aliás, o Dr. David Uip não me prescreveu nenhum medicamento, apenas o isolamento”.

E acrescentou:

“Não houve recomendação [de cloroquina] e nem haveria recomendação para isso, embora eu respeite, porque é um medicamento que apenas médicos devem recomendar e com a concordância do paciente. Mas aqui não houve espaço e nem necessidade”.

Fonte: Conexão Política