quarta-feira, 29 de setembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Joice Hasselmann não fez declaração de bens em 2018 e TSE poderá cassar seu mandato

Joice Hasselmann não fez declaração de bens em 2018 e TSE poderá cassar seu mandato

A Deputada Federal e candidata à Prefeitura de São Paulo, Joice Hasselmann, poderá ter um grande problema em breve devido a irregularidades cometidas em 2018.

Quando declarou seus bens para as eleições, Hasselmann não enviou a declaração de bens ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Partido Social Cristão declarou ao UOL que eles que erraram:

“O partido, ao fazer o registro da candidatura em 2018, se equivocou e não lançou o patrimônio da candidata, que estava devidamente informado no seu Imposto de Renda”.

Em 13 de Agosto daquele ano, Joice constava como se não tivesse patrimônio, informação diferente da declarada no Imposto de Renda, que indicavam bens que somavam quase R$90 mil no ano de 2017.

Em 18 de Agosto, seu advogado enviou ao TRE um retificação. Desta vez informando que sua cliente tinha bens avaliados em R$1,05 milhão: uma “construção” de R$ 900 mil e R$150 mil nas contas bancárias.

Apesar da tentativa de corrigir a declaração, a informação não foi registrada no banco de dados do TSE.

Por não ter sido registrado no CANDex, um documento emitido pelo TRE em 5 de Setembro reafirmou que a então candidata “declarou não possuir bens”. O registro de sua candidatura foi aprovado em 11 de Setembro.

A não declaração de bens no CANDex, mesmo que não tenha sido intencional, pode ser considerada crime eleitoral por “ocultação e falsidade”.

Se condenada, Joice Hasselmann poderá perder os direitos políticos, o que resultaria na cassação de seu mandato como deputada federal ou mesmo a interrupção de sua corrida pela Prefeitura de São Paulo.

Fonte: Pleno News

Compartilhe!

Este conteúdo está protegido contra plágio.