terça-feira, 24 de novembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Jornalista da Globo critica visita de Bolsonaro ao Amapá e recebe dura resposta da SECOM

Jornalista da Globo critica visita de Bolsonaro ao Amapá e recebe dura resposta da SECOM


Neste Sábado, 21 de Novembro, o Presidente Jair Bolsonaro foi ao Estado do Amapá, a convite do Presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

Bolsonaro e Alcolumbre se encontraram com o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que está na região acompanhando os trabalhos para reestabelecer o abastecimento de eletricidade à população local.

Desde o início de Novembro, o povo do Amapá está enfrentando problemas de falta de energia elétria, e entre os dias 3 e 6, quase todo o Estado ficou totalmente no escuro.

Entre as medidas que o Presidente Bolsonaro está tomando para controlar a situação, está uma medida provisória que visa compensar todos os prejudicados com a falta de energia, deixando de cobrar por 30 dias a conta de luz:

“Já ouvimos todos os órgãos responsáveis. Estamos na iminência de assinar uma medida provisória para garantir regras compensatórias a todos os prejudicados com a falta de energia. Estamos prontos para atender o estado do Amapá.”

Entretanto, mesmo com o Presidente Bolsonaro visitando o Estado e assinando medida provisória para ajudar o povo, alguns criticaram o Chefe do Executivo.

Foi o caso do jornalista da Globo, Guga Chacra. Em seu Twitter, Chacra criticou a demora de Bolsonaro em visitar o Estado:

“Parece que finalmente Bolsonaro irá ao Amapá, que há 17 dias sofre com o apagão. Desde o dia da eleição americana. Inacreditável. E o problema continua no Estado. Vamos ver sem resolvem esta crise em meio à pandemia”

Após esta publicação do jornalista, a Secretaria de Comunicação do Governo (SECOM) respondeu com uma dura crítica:

“Mesmo não sendo um problema diretamente ligado ao Governo Federal, o Presidente e o Governo trabalharam intensamente desde o início.
Abaixo, fazemos o trabalho que @gugachacra preferiu não fazer, levantando as informações exatas:

A contratação emergencial de energia elétrica foi autorizada menos de 24 horas após o incêndio no transformador 1 da Subestação de Macapá.
O Governo já repassou mais de R$ 20 milhões para a locação de energia e a compra de combustível.

A Força Aérea Brasileira já transportou 83 toneladas de carga para a região, com alimentos, água e 8 geradores.
O Exército Brasileiro tem atuado 24/7 em ações de defesa civil, levando energia a hospitais, clínicas e laboratórios e distribuindo água potável.”

Após essas mensagens da SECOM, Guga Chacra não falou mais nada.

Fonte: SECOM (via Twitter)