quinta-feira, 29 de julhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Jornalista deseja morte do Presidente Bolsonaro e é preso em Minas Gerais; veja repercussão

Jornalista deseja morte do Presidente Bolsonaro e é preso em Minas Gerais; veja repercussão

Nesta Quinta-feira, 4 de Março, o Presidente da República Jair Bolsonaro fez passagem pela cidade de Uberlândia/MG e partiu em sentido à cidade de São Simão/GO para a inauguração de trecho de ferrovia.

Na madrugada deste dia, um jornalista de 24 anos chamado João Júnior fez uma publicação em suas redes sociais incitando a morte do Presidente Bolsonaro.

Na mensagem, dizia o seguinte:

“Gente, Bolsonaro em Udia amanhã… Alguém fecha virar herói nacional?”

O teor do conteúdo foi classificado pela Polícia Militar mineira como “com propaganda e incitação à prática de crimes contra a integridade física e a vida” de Bolsonaro.

Além disso, o jornalista ainda disse: “Atualização: o (governador Romeu) Zema estará também. Olha a oportunidade aí, meus amigos”.

Apesar de João Júnior ter sido preso em flagrante pela PM na residência onde mora com sua família em Uberlândia, ele foi solto horas depois pelo juiz federal Lincoln Rodrigues de Farias, que lhe concedeu liberdade provisória.

A Polícia Federal continua as investigações para identificar as outras pessoas que fizeram publicações ameaçadoras ao presidente. A defesa de João Reginaldo disse que ele já foi solto e que, por enquanto, não vai se manifestar.

Nas redes sociais, o assunto gerou repercussão:

Fonte: Revista Oeste

Compartilhe!