quarta-feira, 21 de abrilAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Juiz Marcelo Bretas manda bloquear R$237 milhões do advogado de Lula

Juiz Marcelo Bretas manda bloquear R$237 milhões do advogado de Lula

O juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro mandou bloquear R$237 milhões em bens do advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato.

A ordem foi tomada no âmbito da Operação E$quema S, que apura tráfico de influência e desvios milionários nas seções fluminenses do Sistema S.

Bretas também bloqueou R$32,1 mil do associado de Zanin, Roberto Teixeira, e outros R$237 mil do escritório de advocacia dos criminalistas.

Veja a declaração do juiz:

“Prática que, em tese, foi replicada pelos demais escritórios ora investigados, formando um verdadeiro grupo criminoso voltado supostamente para o cometimento dos delitos de peculato, corrupção ativa, tráfico de influência e exploração de prestígio, tudo sob o manto do exercício da advocacia”.

Marcelo Bretas disse ainda que o advogado de Lula e Roberto Teixeira participaram de uma reunião com Orlando Diniz no início de 2012, no Copacabana Palace, e que, segundo o delator, “ficou claro que tais advogados iriam garantir” sua permanência à frente do Sesc Rio enquanto se burlava fiscalizações de conselheiros fiscais e do TCU.

“Os advogados tinham ciência, a princípio, de que estavam sendo pagos pela Fecomércio e, posteriormente, com verba pública das entidades paraestatais para atuar em favor de Orlando Diniz”.

Nas redes sociais, Zanin disse que são “fakes” as acusações do Juiz Federal Marcelo Bretas:

Fonte: Metropoles

Compartilhe!