quarta-feira, 21 de abrilAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Líder do Governo na Câmara, Ricardo Barros quer nova Constituição e gera polêmica nas redes

Líder do Governo na Câmara, Ricardo Barros quer nova Constituição e gera polêmica nas redes

Nesta Segunda-feira, 26 de Outubro, o Líder do Governo na Câmara e Deputado Federal, Ricardo Barros (PP-PR) disse durante live que gostaria que o Brasil realizasse um plebiscito a fim de mudar a Constituição Federal de 1988.

No último Domingo, 25, o Chile aprovou com grande maioria dos votos a reforma do texto constitucional, levando o país a receber “felicitações” do comunista Nicolas Maduro.

Seguindo a linha do Chile, Ricardo Barros quer a reforma da Constituição Federal brasileira:

“A Constituição [brasileira] tornou o país ingovernável, como disse o [José] Sarney. Devemos fazer um plebiscito, como fez o Chile. É hora de repensar. Reformar a Constituição, que não está nos dando condições de governar a longo prazo”, declarou.

De acordo com o parlamentar, a “Carta só tem direitos” e criou um Estado que gasta mais do que arrecada. Ele também afirmou que não há como aumentar a carga tributária, “porque o cidadão não tem condições de pagar mais impostos”.

Segundo ele, isso faz o volume da dívida pública aumentar cada vez mais. “Os juros da dívida não são pagos há muitos dias. A dívida só é rolada.

Ao comentar sobre a Justiça no Brasil, Ricardo Barros criticou o que chamou de “ativismo político do Judiciário”, que “está muito intenso, como nunca esteve”:

“O combate à corrupção é o grande desejo do brasileiro. Mas não se pode combater crimes cometendo crimes, como vimos nos últimos anos. Ninguém pode atingir terceiros em sua honra, em sua reputação, e sair ileso”.

O assunto gerou repercussão nas redes sociais, tendo até Sérgio Moro comentando sobre:

“O que dificultou a governabilidade do Brasil nos últimos anos foi a corrupção desenfreada e a irresponsabilidade fiscal, não a Constituição de 1988 nem a Justiça ou o MP.”

O jornalista Guilherme Fiuza também falou sobre a fala de Ricardo Barros:

“O Brasil tá com a vida ganha, não tem porra nenhuma pra fazer amanhã e resolveu discutir uma Constituição nova. É molezinha, basta ficar só + 1 ano parado com o peito aberto passando o bisturi de mão em mão – e qdo chegar na emenda do Tiririca não ousem chamar isso aqui de circo.”

Fonte: Conexão Política

Compartilhe!