segunda-feira, 26 de julhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Luciano Huck irá para o partido de Rodrigo Maia e já tem data para sair da Globo e tornar-se candidato

Luciano Huck irá para o partido de Rodrigo Maia e já tem data para sair da Globo e tornar-se candidato

Segundo matéria da revista Contigo!, o apresentador da Rede Globo, Luciano Huck, já tem data para sair da emissora para dar início à sua campanha eleitoral para 2022.

Conforme temos noticiado desde o ano passado, o apresentador tem se mostrado cada vez mais um progressista que expressa suas opiniões nas redes sociais, principalmente críticas contra o Presidente da República Jair Bolsonaro.

Segundo a matéria, Huck deixará a Globo na metade deste ano e se filiará ao Democratas, partido do atual Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Com uma postura centro-esquerda e a favor de pautas progressistas, Luciano Huck já tem em mente quem formará sua chapa como vice na corrida presidencial: Eduardo Leite, atual governador do Rio Grande do Sul.

Noticiamos aqui que houveram encontros entre Huck e o ex-Ministro da Justiça, Sergio Moro, mas como Moro foi para a iniciativa privada com consultor de uma empresa, os planos foram abortados.

A Globo emitiu um comunicado em Setembro de 2019 dizendo que se o apresentador quisesse dar início em uma carreira política, teria que desligar-se da emissora e não poderia retornar depois:

“Diante das especulações de que seria candidato, a Globo o procurou para saber se de fato ele concorreria à Presidência e enfatizar que, se assim fosse, teria de se submeter às regras da emissora, segundo as quais a vida político-partidária é incompatível com a permanência nos quadros da Globo, mesmo depois do processo eleitoral. Tais regras estão em vigor e são válidas para todos os talentos da emissora. E visam a resguardar a postura de completa isenção da Globo. Na conversa, como a emissora esperava, Luciano Huck foi franco, correto e aderente às regras mencionadas”, disse o canal ao jornalista Tales Faria, do UOL.

Fonte: Metrópoles

Compartilhe!