quarta-feira, 21 de abrilAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Médicos do Ceará declaram apoio a Bolsonaro: “O único Presidente que derramou o próprio sangue pelo Brasil”

Médicos do Ceará declaram apoio a Bolsonaro: “O único Presidente que derramou o próprio sangue pelo Brasil”

Um grupo de 310 médicos de Fortaleza/CE assinou um manifesto em defesa ao Presidente da República Jair Bolsonaro e sua atuação durante a pandemia no país.

No documento, os médicos ressaltam que Bolsonaro foi o único presidente que “derramou o próprio sangue pelo Brasil”, em referência ao atentado sofrido em Setembro de 2018 durante a disputa eleitoral, e lembraram também que Bolsonaro vem “sofrendo perseguições incessantes”.

Além disso, os médicos disseram que o manifesto foi feito para dar total apoio à luta, sacrifício, à verdade, entre outros adjetivos que demonstram apoio ao Presidente Bolsonaro:

“Nesse contexto, preparamos este manifesto no sentido de dar total apoio à luta, ao sacrifício, à verdade, ao comprometimento, esforço, honestidade, decência, coragem, dignidade e amor ao nosso país que o Presidente Jair Messias Bolsonaro vem apresentando ao longo de seu governo, no intuito de livrar a sociedade brasileira do abandono e da corrupção histórica causados por diversos grupos políticos oportunistas.”

O manifesto também diz que difamam o Presidente da República como genocida mas isentam Governadores e Prefeitos da responsabilidade das mortes:

“O desrespeito às instituições pátrias fica evidente ao difamarem o Presidente da República como um genocida, fenômeno difamatório que repercutiu em toda a imprensa internacional. Ao mesmo tempo, isentam seus aliados, governadores e prefeitos, da responsabilidade pelas mortes causadas pela pandemia.”

Para finalizar, o documento diz que agora é o momento para a criação de uma cultura colaborativa e de paz, e que “queremos vidas, não queremos brigas, discursos de ódio e politização”:

“Por fim, consideramos que o momento é propício para desenvolvermos uma cultura colaborativa e de paz, buscando o amadurecimento político da população visando a construção de um país forte, unido, justo e vitorioso. Independente de religião, opção política e ideológica, etnia, todos nós somos iguais e nesse momento precisamos de paz e de salvar vidas, independente de condições sociais, que o tratamento seja o mesmo para todos. Não precisamos de ataques com fins de ganhos políticos. Queremos vidas, não queremos brigas, discursos de ódio e politização.”

Para ler o manifesto completo, clique aqui.

Fonte: Pleno News

Compartilhe!