quarta-feira, 21 de abrilAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Ministra Carmen Lúcia muda voto e favorece Lula; agora Moro é considerado parcial ao ter condenado o petista

Ministra Carmen Lúcia muda voto e favorece Lula; agora Moro é considerado parcial ao ter condenado o petista

Nesta Terça-feira, 23 de Março, aconteceu no Supremo Tribunal Federal (STF) uma votação muito importante, que definitivamente favoreceu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Por 3 votos a 2, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal determinou que o ex-juiz federal Sergio Moro foi parcial ao condenar Lula durante a Operação Lava-Jato.

Com a decisão de hoje, todo o processo do triplex em que o petista foi condenado foi anulada, e precisará ser retomada da estaca zero pelos investigadores.

A decisão resultou de uma ação impetrada em 2018 pela defesa de Lula.

A Ministra Cármen Lúcia tinha seu voto contrário a Lula, mas após o discurso revoltado de Gilmar Mendes após o voto de Kássio Nunes, ela decidiu mudar seu voto, tornando então 3 votos favoráveis ao petista contra 2 contrários.

O jornalista Augusto Nunes disse que hoje é um “dia triste para a Justiça Brasileira”. Para ele, os ministros que votaram pela suspeição de Moro sabem que suas decisões foram apoiadas em provas ilegais; entretanto, optaram por persistir na tese favorável ao petista:

“É um material ilegal. Não pode ser levado em consideração em processo algum”, afirmou o jornalista. “Estão conseguindo tornar suspeito o juiz que liderou a mais produtiva operação de combate à corrupção da história”, concluiu.

Veja abaixo a repercussão nas redes sociais:

Fonte: Revista Oeste

Compartilhe!