sexta-feira, 22 de janeiroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Ministro André Mendonça abre inquérito policial contra jornalista que quer suicídio de Bolsonaro

Ministro André Mendonça abre inquérito policial contra jornalista que quer suicídio de Bolsonaro

Noticiamos na manhã deste Domingo, 10 de Janeiro, que o jornalista Ricardo Noblat, colunista da Revista Veja, fez uma publicação em suas redes sociais que gerou muita revolta.

Mencionando um artigo da Folha de São Paulo intitulado “Saída para Trump: matar-se”, de Ruy Castro, Noblat aproveitou o tom agressivo da matéria para dizer o seguinte:

“Se Trump optar pelo suicídio, Bolsonaro deveria imitá-lo. Mas para que esperar pela derrota na eleição? Por que não fazer isso hoje, já, agora, neste momento? Para o bem do Brasil, nenhum minuto sem Bolsonaro será cedo demais.”

https://twitter.com/blogdonoblat/status/1348127539609407488?s=21

A publicação do jornalista gerou muita repercussão nas redes sociais, com críticas até mesmo da oposição do Presidente Bolsonaro.

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, publicou em suas redes sociais uma nota de repúdio sobre a fala de Noblat, além de dizer que abriu inquérito policial contra os jornalistas:

“Alguns jornalistas chegaram ao fundo do poço. Hoje 2 deles instigaram dois Presidentes da República a suicidar-se. Apenas pessoas insensíveis com a dor das famílias de pessoas que tiraram a própria vida podem fazer isso.

Apenas pessoas irresponsáveis cometem esse crime contra chefes de Estado de duas grandes nações. Fazê-lo é um desrespeito à pessoa humana, à nação e ao povo de ambos os países.

Por isso, requisitarei a abertura de Inquérito Policial para apurar ambas as condutas. As penas de até 2 anos de prisão poderão ser duplicadas (§ 3º e 4º do art. 122 do Código Penal), sem prejuízo da incidência de outros crimes.”

A Revista Veja escreveu uma nota de repúdio à ação do jornalista:

Fonte: André Mendonça (via Twitter)

Compartilhe!