segunda-feira, 21 de junhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Ministro Barroso diz que não se arrepende de ter criticado o Presidente Bolsonaro

Ministro Barroso diz que não se arrepende de ter criticado o Presidente Bolsonaro

Comentamos recentemente que no dia 26 de Agosto o Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Ministro do STF, Luís Roberto Barroso, participou de live promovida pela Fundação FHC e soltou fortes acusações contra o Presidente da República Jair Bolsonaro:

“Temos um presidente que defende a ditadura e a tortura e ninguém jamais considerou alguma solução diferente do respeito à igualdade constitucional”.

O Ministro também disse que declarações elogiosas à ditadura militar são manifestações autoritárias do governo, algo que a sociedade é contra:

“Em face de manifestações autoritárias, tanto pelo presidente ou por pessoas próximas a ele, inclusive evocando a época da ditadura militar, a sociedade civil reagiu a isto com vigor, condenando os ataques às instituições e levando os autores destes ataques a retirarem-nos. Ou seja, a reação brasileira àquilo que ela viu como ameaças, nem que apenas retóricas, levou a reações muito vigorosas”.

Nesta última Quarta, 2 de Setembro, o Ministro participou de live com o jornalista Magno Martins, e afirmou que não se arrepende de ter criticado o Presidente Bolsonaro:

“Um dos meus deveres, como juiz, é não ter lado. Juiz tem de ser de centro. O que me liberta é que só faço o que eu acho certo. Sirvo o bem e não tenho nenhum interesse nessa vida. A vida me deu tudo o que eu queria. Se participo de um evento em que se fala em tensão na democracia eu não poderia deixar de dizer que houve uma manifestação em frente a um quartel em que se pediu o fechamento do Congresso e do Supremo”, afirmou Barroso na entrevista.

Fonte: Revista Oeste

Compartilhe!