quinta-feira, 3 de dezembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Movimento negro protocola pedido de impeachment do Presidente Bolsonaro

Movimento negro protocola pedido de impeachment do Presidente Bolsonaro


Segundo o site Renova Mídia, o movimento negro chamado Coalizão Negra por Direitos protocola, nesta próxima Quarta-Feira, 12 de Agosto, mais um pedido de impeachment contra o Presidente da República Jair Bolsonaro. 

Ao todo, serão 150 organizações do movimento negro que se uniram para protocolar o pedido de impeachment. Segundo o grupo, Bolsonaro cometeu crimes que atentam contra a vida da população negra e suas comunidades.

“No curso de nossa história, o movimento negro brasileiro sempre se fez presente em momentos críticos de defesa aos direitos humanos e de necessidade de construção democrática. E mais um vez agora!”, diz parte do texto publicado no site do grupo.

Entre os crimes atribuídos pelo movimento estão o uso de medicamentos não comprovados para o tratamento de coronavírus. Bolsonaro tem defendido a utilização da cloroquina desde o início da pandemia da COVID-19.

Leia abaixo mais trechos do texto publicado pela Coalização Negra:

“Nosso pedido de impedimento aponta como crimes de responsabilidade práticas do Presidente Jair Bolsonaro que atentam, objetivamente, contra a vida da população negra e suas comunidades.  Especialmente nos atos do Presidente contra a saúde pública no contexto da pandemia COVID 19, a insuficiência das medidas emergenciais que deveriam estar cautelosamente voltadas às famílias negras, empregadas domésticas, trabalhadoras/es informais negros/as, comunidades quilombolas, populações rurais negras, populações negras de nossas favelas, periferias e bairros.”

O grupo ainda completou acusando o Chefe do Executivo de práticas racistas durante sua trajetória política:

“As ações empreendidas e autorizadas por Jair Bolsonaro demonstram que ele não só realiza discursos racistas, como efetiva suas práticas racistas durante o exercício de sua gestão pública. Nosso pedido também apresenta a relevância de vozes do movimento negro estarem nos processos de discussão dos rumos políticos e democráticos desse país.”

Fonte: Coalizão Negra por Direitos, Renova Mídia