segunda-feira, 21 de junhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Para desespero da esquerda, julgamento de denúncia contra Renan Calheiros será retomada no STF

Para desespero da esquerda, julgamento de denúncia contra Renan Calheiros será retomada no STF

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, requeriu ao Presidente do STF, Luiz Fux, para incluir no plenário a retomada do julgamento de uma denúncia feita contra Renan Calheiros, Senador que está atuando como relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

A denúncia refere-se ao “quadrilhão do MDB” no Senado Federal, que envolve outros integrantes.

O julgamento começou em Fevereiro e teve apenas o voto de Edson Fachin, que defendeu o recebimento da denúncia, de modo a tornar réus por organização criminosa Renan Calheiros, Jader Barbalho, Edison Lobão, Romero Jucá, Valdir Raupp e Sérgio Machado.

Meses após o início do julgamento, Toffoli liberou o caso para análise depois de ter pedido vista – um tempo a mais para analisar o caso.

Agora Toffoli deseja que o caso seja debatido numa sessão normal de debates no plenário, sendo que antes era num julgamento virtual, com votos por escrito.

A denúncia foi apresentada por Rodrigo Janot em 2017, e diz que o grupo recebeu R$864 milhões em propina de contratos da Transpetro e da Petrobras, por intermédio de Sergio Machado, Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró, que delataram o esquema.

Internautas se manifestaram nas redes e disseram que o julgamento só será retomado para que o STF livre Calheiros de vez das acusações e limpe sua imagem.

O que resta é que a Justiça efetiva seja feita e que todas as condenações pertinentes sejam aplicadas.

Fonte: Gazeta Brasil

Compartilhe!