segunda-feira, 26 de julhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Para o Ministro Barroso, apoiadores de Bolsonaro são “milícias digitais”; veja repercussão

Para o Ministro Barroso, apoiadores de Bolsonaro são “milícias digitais”; veja repercussão

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e Presidente Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, afirmou nesta Segunda-feira, 23 de Novembro, que o “conservadorismo radical”, segundo ele, é uma nova versão de autoritarismo.

A fala foi feita durante lançamento de um curso de Direito, e o Ministro teceu duras críticas ao que ele considera ser as “milícias digitais”:

“O conservadorismo radical, que não se confunde com o conservadorismo – que é uma opção política perfeitamente legítima –, eu me refiro ao conservadorismo radical que se manifesta pela intolerância, pela agressividade, procurando negar e retirar direitos de quem pensa diferente, além de contrariarem os consensos científicos em matérias diversas desde o aquecimento global até a vacinação.” 

Para Barroso, tal conservadorismo radical é feito pelo que ele chama de “milícia digital”:

“Uma versão contemporânea do autoritarismo que atua na internet. Elas procuram destruir as instituições e golpeá-las, criando um ambiente propício para a desdemocratização”.

Além disso, o Ministro afirma que é preciso utilizar a internet para o bem e para enfrentar os “terroristas da rede social”:

“Precisamos utilizar a internet para o bem, para aumentar as possibilidades de participação popular e enfrentar as milícias digitais e os terroristas da rede social com seus hackers e seus difusores de mentiras, pois isso não é parte da democracia.” 

Assista abaixo ao trecho da fala do Ministro Luís Barroso:

O assunto repercutiu nas redes sociais. Confira o que algumas pessoas falaram:

Compartilhe!