quarta-feira, 25 de novembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Polícia Federal intima colunista da Folha de SP que desejou morte de Bolsonaro

Polícia Federal intima colunista da Folha de SP que desejou morte de Bolsonaro


No início de Julho, quando o Presidente Jair Bolsonaro foi diagnosticado com Covid-19, diversas pessoas comemoraram nas redes sociais, e algumas passaram dos limites e até desejaram sua morte.

Foi o caso de Hélio Schwartsman, que no dia 7 de Julho, o colunista da Folha de São Paulo escreveu um artigo com o título “Por que torço para que Bolsonaro morra“, e isso gerou muita revolta nas redes sociais.

Noticiamos também durante o mês de Julho que a Polícia Federal iria investigar o colunista Hélio Schwartsman, e que ele poderia ser enquadrado na Lei de Segurança Nacional.

E eis que o dia chegou: nesta Sexta-Feira, 21 de Agosto, a Polícia Federal intimou o jornalista para depor.

Ao comentar sobre a convocação de Schwartsman, segundo a Folha, o advogado Luís Francisco de Carvalho Filho, que representa o jornal, disse que “este inquérito é mais um desvio autoritário do governo Bolsonaro, avesso à Constituição e à liberdade de expressão”.

O Ministro da Justiça, André Mendonça, publicou há algumas semanas em suas redes sociais:

“1. Há direitos fundamentais. 2. Não há direitos fundamentais absolutos. 3. As liberdades de expressão e imprensa são direitos fundamentais. 4. Tais direitos são limitados pela lei.”, escreveu.

“Diante disso, quem defende a democracia deve repudiar o artigo ‘Por que torço para que Bolsonaro morra”’. Assim, com base nos artigos 31, IV; e 26 da Lei de Segurança Nacional, será requisitada a abertura de inquérito à @policiafederal”, disse o ministro.

Fonte: Renova Mídia