quinta-feira, 21 de outubroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Prefeito petista diz que o Presidente Bolsonaro é autista e gera revolta nas redes

Prefeito petista diz que o Presidente Bolsonaro é autista e gera revolta nas redes

Uma declaração feita por um prefeito filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) gerou revolta nas redes sociais nesta semana.

Luizinho, Prefeito de Alfenas, no Sul de Minas Gerais, disse durante um debate sobre o programa de vacinação em programa de rádio local, que o Presidente da República Jair Bolsonaro é um psicopata e trem traços do autismo:

“Ele pode ver o outro sofrer e não sente nada. Ele tem sinais claros de autismo. O autismo tem espectro grande. Ele deve estar ali no meio do espectro. O autista é aquele que não tem sentimento para com o outro. Bolsonaro não tem sentimento. É um espectro alto de autismo, que tem um auto mundo, um mundo dele, só ele que sabe”, disse o prefeito.

Não é necessário falar que a declaração do político gerou revolta, principalmente nas pessoas que possuem autismo.

A Rede Unificada Nacional e Internacional pelos Direitos dos Autistas (Reunida) repudiou a declaração de Luizinho, do PT.

Veja a nota enviada ao jornal o Estado de S. Paulo:

“A Reunida – entidade de caráter social, que tem na sua concepção a diferença e o discernimento no ato de planejar e executar ações, cuja finalidade é o aprimoramento da qualidade de vida para todas as pessoas dentro do Transtorno do Espectro Autista (TEA) do País, sem exceção. Nossa missão é prestar um serviço de excelência em defesa dos direitos, no cumprimento da Lei 12.764/12 e no fomento das políticas públicas visando proporcionar maior segurança e bem-estar aos autistas – vem a público repudiar a entrevista concedida pelo prefeito do município de Alfenas, no Sul de Minas Gerais, o senhor Luiz Antônio da Silva, que, sem qualquer conhecimento ou respeito, usou o termo autista de forma pejorativa, ferindo a dignidade humana das pessoas com deficiência. A referida entrevista foi concedida à rádio comunitária do Pinheirinho, sendo também transmitida por vídeo em redes sociais, no último dia 23 de janeiro.

A Reunida não concorda com esse tipo de fala e o uso indevido da palavra ‘autismo’, no caso, como adjetivo pejorativo e usado para atacar e ofender toda a comunidade do autismo, que luta diariamente para romper barreiras do preconceito da população em relação ao Transtorno do Espectro do Autismo.

A Reunida aproveita e se solidariza com todos os cidadãos autistas, familiares e apoiadores da causa, que se sentiram atacados e desrespeitados pelo prefeito de Alfenas”.

Nas redes sociais, os usuários repudiaram também a fala do prefeito:

Fonte: Gazeta Brasil

Compartilhe!

Este conteúdo está protegido contra plágio.