segunda-feira, 26 de julhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Pressionado, João Doria volta atrás e suspende aumento de imposto sobre remédios

Pressionado, João Doria volta atrás e suspende aumento de imposto sobre remédios

Após pressão popular, o Governador do Estado de São Paulo, João Doria, suspendeu o aumento de alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Tal imposto teria efeito sobre alimentos e remédios genéricos, e seriam afetados desde alimentos básicos como carne, leite, vegetais e frutas com aumento de até 13%, e medicamentos até 5% mais caros.

Obviamente, e com razão, a população se revoltou com a decisão do Governador. Conforme informou a Revista Oeste, produtores rurais planejaram um protesto chamado de “tratoraço” em repúdio à medida de Doria, que entraria em vigor a partir de 15 de Janeiro.

Segundo a organização, seriam 125 municípios participantes do protesto.

Além do aumento do preço dos alimentos e medicamentos, o setor perderia a isenção de 4,14% sobre o ICMS dos produtos agrícolas.

Nesta Quarta-feira, 6 de Dezembro, João Doria anunciou em suas redes sociais a suspensão desta mudança sobre o ICMS:

“Após reunião com a equipe econômica do Governo de SP, determinei o cancelamento de qualquer alteração de alíquota de ICMS em alimentos, medicamentos e insumos agrícolas. Na nossa gestão nada será feito em prejuízo da população mais vulnerável.”

Fonte: Revista Oeste

Compartilhe!