terça-feira, 1 de dezembroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Rodrigo Maia solta crítica e responsabiliza Bolsonaro pelas mortes e economia atual

Rodrigo Maia solta crítica e responsabiliza Bolsonaro pelas mortes e economia atual


Comentamos mais cedo sobre um evento ocorrido ontem, 10 de Novembro, chamado “Retomada do Turismo”, que contou com a presença do Presidente Jair Bolsonaro e ministros do Governo.

O evento visava falar da retomada do país ao cenário de turismo, e também a tratar sobre as dificuldades que o setor passou a encontrar após o início da pandemia.

Durante o evento, o Presidente Bolsonaro fez um discurso que incentivou o retorno das atividades e também falou sobre as medidas restritivas que governadores e prefeitos impuseram durante a pandemia:

“Tudo agora é pandemia, tem que acabar com esse negócio, pô. Lamento os mortos, lamento. Todos nós vamos morrer um dia, aqui todo mundo vai morrer. Não adianta fugir disso, fugir da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas.”

Além disso, o Presidente comentou sobre a segunda onda do vírus, que gerou um lockdown na Europa, novamente:

“Aqui começam a amedrontar o povo brasileiro com segunda onda. Tem que enfrentar, é a vida. Temos que enfrentar, (ter) peito aberto, lutar”.

Bolsonaro também criticou novamente as medidas adotadas por prefeitos e governadores, ao restringir atividades no período mais crítico da pandemia no Brasil:

“Algemar mulher de biquíni na praia é covardia, patifaria, coisa de ditadura. E me chamam de ditador. […] Tenho, como chefe de Estado, que tomar decisões que não me deixaram tomar. O que faltou para nós não foi um líder, mas deixar o líder trabalhar”.

O Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, se pronunciou nas redes sociais após o discurso de Bolsonaro, e disparou algumas críticas:

“Entre pólvora, maricas e o risco à hiperinflação, temos mais de 160 mil mortos no país, uma economia frágil e um estado às escuras. Em nome da Câmara dos Deputados, reafirmo o nosso compromisso com a vacina, a independência dos órgãos reguladores e com a responsabilidade fiscal.

E a todos os parentes e amigos de vítimas da covid-19 a nossa solidariedade.”

Rapidamente alguns internautas, incluindo a Deputada Federal Carla Zambelli, responderam à crítica de Maia:

Fonte: Rodrigo Maia (via Twitter)