domingo, 28 de fevereiroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Secretário Americano está no Brasil para reunião com Ministro Ernesto Araújo; Rodrigo Maia critica

Secretário Americano está no Brasil para reunião com Ministro Ernesto Araújo; Rodrigo Maia critica

Nesta Sexta-feira, 18 de Setembro, o Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, chegou em Boa Vista, Roraima, para conhecer o trabalho realizado pela Operação Acolhida.

Esta força-tarefa, criada pelo Governo Federal em Março de 2018, foi feita para receber os milhares de imigrantes e refugiados venezuelanos que chegavam ao Brasil, fugindo da instabilidade política e econômica no país vizinho.

O Itamaraty compartilhou em seu perfil nas redes sociais a presença do Secretário Mike Pompeo em encontro com o Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo:

“O Ministro @ernestofaraujo reuniu-se com o Secretário de Estado dos #EUA, @SecPompeo, para dar continuidade à ampla parceria Brasil-EUA, com destaque para o esforço pela redemocratização da Venezuela.”

A expectativa é que eles tratem de possíveis parcerias que atraiam investimentos norte-americanos para o Brasil e para o estado de Roraima, e, principalmente, sobre a situação na Venezuela.

A visita de Pompeo faz parte coincide com o aumento da pressão do governo norte-americano pela saída do poder do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

De acordo com o governador de Roraima, Antonio Denarium, os Estados Unidos já destinaram US$ 50 milhões (cerca de R$ 265 milhões) para o Brasil fazer frente a situação humanitária, acolhendo os venezuelanos. 

Entretanto, nem todos gostaram da visita do Secretário americano nas terras tupiniquins. O Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, criticou a vinda de Mike Pompeo.

Em nota, Maia disse que no momento em que faltam 46 dias para as eleições americanas, a vinda de Pompeo não condiz com a “boa prática diplomática internacional”.

Leia abaixo a nota completa de Rodrigo Maia:

A visita do Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, nesta sexta-feira, às instalações da Operação Acolhida, em Roraima, junto à fronteira com a Venezuela, no momento em que faltam apenas 46 dias para a eleição presidencial norte-americana, não condiz com a boa prática diplomática internacional e afronta as tradições de autonomia e altivez de nossas políticas externa e de defesa.

Como Presidente da Câmara dos Deputados, vejo-me na obrigação de reiterar o disposto no Artigo 4º da Constituição Federal, em que são listados os princípios pelos quais o Brasil deve orientar suas relações internacionais. Em especial, cumpre ressaltar os princípios da: (I) independência nacional; (III) autodeterminação dos povos; (IV) não-intervenção; e (V) defesa da paz.

Patrono da diplomacia brasileira, o Barão do Rio Branco deixou-nos um legado de estabilidade em nossas fronteiras e de convívio pacífico e respeitoso com nossos vizinhos na América do Sul. Semelhante herança deve ser preservada com zelo e atenção, uma vez que constitui um dos pilares da soberania nacional e verdadeiro esteio de nossa política de defesa.”

Rodrigo Maia

Fonte: Agência Brasil, Pleno News

Compartilhe!