segunda-feira, 21 de junhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Sem autoconhecimento, Dilma critica o Presidente Bolsonaro e o chama de “incompetente e desleixado”

Sem autoconhecimento, Dilma critica o Presidente Bolsonaro e o chama de “incompetente e desleixado”

Nesta Quarta-feira, 9 de Dezembro, a ex-Presidente da República Dilmar Rousseff publicou uma nota de repúdio no site do Partido dos Trabalhadores (PT) contra o Presidente Jair Bolsonaro.

Segundo ela, o Governo de Bolsonaro e Mourão se mostra “alienado da realidade” e não sabem o que fazer, nem toma providências para evitar o pior.

Além disso, a ex-presidente que sofreu impeachment por pedaladas fiscais fez outras duras críticas ao Presidente Bolsonaro. Em momento de insuficiência de autoconhecimento, Dilma disse que Bolsonaro é “incompetente, irresponsável e desleixado”:

“O Brasil não aguenta mais tanta incompetência, tanta irresponsabilidade, tanto desleixo e descaso com a vida humana e com o sofrimento do povo. Está mais que passada a hora de tomar uma atitude. Hora de dizer um basta a este governo de cínicos e autoritários. Hora de gritar abaixo Mourão e abaixo Bolsonaro, única maneira de salvar vidas, evitar o colapso absoluto e pensar na reconstrução do Brasil.”

Sem ler os noticiários sobre as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) que impediu a atuação do Governo Federal no combate ao coronavírus, dando liberdade total aos Estados e Municípios, a ex-presidente também criticou o Governo dizendo que não tomou uma atitude a tempo:

“O governo federal não tomou a tempo as medidas básicas indispensáveis para preparar o Brasil para uma vacinação em massa, o que devia ter feito antes mesmo de os primeiros imunizantes começarem a ser fabricados e distribuídos em vários países do mundo, como já está acontecendo.”

Além disso, a nota indica que por incompetência e descaso do Governo a vacinação vai demorar a acontecer. Pelo jeito Dilma Rousseff não se importa com uma aprovação da Anvisa para qualquer imunizante:

“A vacinação em massa no mundo começa a acontecer, mas tudo indica que os brasileiros ficarão para trás, por incompetência e descaso do governo.”

Como uma espécie de “profeta do caos”, Dilma prevê que em 2021 a ameaça será muito pior:

“Não há dúvida de que o aumento da pandemia, o atraso na vacinação e a emergência social levarão o nosso povo ao desespero. Os brasileiros não merecem isto. As consequências serão muito dolorosas, o sofrimento será imenso e, por óbvio, serão ainda piores para os mais vulneráveis. Se 2020 foi um ano terrível para todos, sobretudo para os pobres, 2021 ameaça ser muito pior.”

Fonte: Partido dos Trabalhadores

Compartilhe!