sábado, 16 de janeiroAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Sérgio Moro dá indireta a Bolsonaro e diz que é contra a reeleição de “candidatos a ditadores”

Sérgio Moro dá indireta a Bolsonaro e diz que é contra a reeleição de “candidatos a ditadores”

O ex-Ministro da Justiça e ex-juiz da Operação Lava Jato, Sérgio Moro, escreveu um artigo para a Revista Crusoé, onde é colunista, falando que é contra a reeleição do poder executivo.

Conforme já comentamos aqui, desde que Moro saiu do Governo de forma midiática em Abril deste ano, ele se tornou um grande crítico de absolutamente toda decisão do Presidente Jair Bolsonaro.

Mais recentemente, noticiamos também que há conversas entre ele e o apresentador da Rede Globo, Luciano Huck, para a formação de uma chapa presidencial para as eleições de 2022.

Com sua postura “isentona” e de centro, Moro está tentando caminhar para uma eventual candidatura e aos poucos tem tentado fazer politicagem com assuntos diversos, sempre tentando agregar alguma crítica ao Governo Bolsonaro.

Desta vez, Moro escreveu em seu artigo que a reeleição deveria ser extinta no país:

“Durante toda a República, convivemos bem sem a reeleição de presidentes”, escreveu Moro. 

Para ele, a ambição de reeleição turva a capacidade do Presidente em tomar as decisões corretas:

“A ambição de ser reeleito pode turvar a capacidade do dirigente de tomar as medidas necessárias para o benefício do país e que contrariem interesses especiais ou aspirações momentâneas.” 

Em seu Twitter, Sérgio Moro compartilhou a matéria com uma pitada de indireta ao Presidente Jair Bolsonaro, querendo dizer que ele é um potencial “ditador”:

“Como uma das medidas necessárias para proteger a democracia, defendo, neste último artigo da Revista Crusoé, o fim da reeleição para os cargos Executivos. No Brasil não funcionou bem e potencializa o surgimento de caudilhos, lideranças populistas ou candidatos a ditadores.”

Fonte: Sérgio Moro (via Twitter)

Compartilhe!