segunda-feira, 26 de julhoAs principais notícias do Brasil e do Mundo
Sérgio Moro perde 61% de relevância nas redes sociais após sair do Governo

Sérgio Moro perde 61% de relevância nas redes sociais após sair do Governo

Um artigo publicado no UOL pela Thaís Oyama mostra que o ex-juiz e ex-Ministro de Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, perdeu cerca de 61% de relevância nas redes sociais após sair do Governo.

Como todos sabem, Sérgio Moro saiu de forma midiática do Governo Bolsonaro, e em sua saída teceu diversas críticas graves ao Presidente da República.

No mesmo dia, Moro entregou prints de conversas de WhatsApp sem contexto ao Jornal Nacional, que utilizou desse material para tentar “incriminar” Bolsonaro de interferência na Polícia Federal.

Desde que saiu do Governo, Moro tem sido um ávido crítico do Presidente Bolsonaro e agora é colunista do Jornal O Globo e da Revista Crusoé, além de participar com frequência em vídeos do site O Antagonista, todos esses veículos de oposição ao Governo.

A publicação da jornalista Oyama mostra uma relação de menções ao ex-juiz da Lava-Jato no Twitter, e mostra a queda:

“O levantamento, feito com exclusividade para esta coluna, é da AP Exata. Ele traz o número de publicações com o termo “Sérgio Moro” feitas na plataforma a partir de uma amostra de 145 cidades em todos os estados brasileiros:

  • Janeiro: 197 066
  • Fevereiro: 66 152
  • Março: 51 529
  • Abril: 604 241
  • Maio: 434 314
  • Junho: 111 724
  • Julho: 42 862 (até o dia 21)

É nitidamente visível nas redes sociais que os apoiadores do Presidente Bolsonaro continuam ao lado dele mesmo após a saída de Moro, e esses chamam o ex-ministro e “traidor”, entre outras coisas.

Já aqueles que são de centro, apoiadores do MBL, PSDB, além dos que apoiam os deputados que saíram da base aliada, como Joice Hasselmann, Alexandre Frota, são o público que estão ao lado de Sérgio Moro.

Fonte: UOL

Compartilhe!